quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

eu não ia escrever

.

mas de repente me veio uma vontade de tirar isso de mim.
eu não gosto de sentar no ônibus e ter que começar uma conversa com quem está do meu lado.
eu não tenho cara de simpática - muito pelo contrário, e ultimamente ando sentindo nojo de mim mesma, principalmente quando escuto  certos tipos de comentários que, nós mulheres, temos que escutar por aí.
mas hoje não foi esse o caso.
foi diferente, mas no mínimo, curioso. curioso e intrigante, do tipo que me fez chegar em casa e derramar mais algumas lágrimas.

estava eu sentada lá atrás, com meu livro de Gossip Girl, que chegou ontem. Gossip Girl me acalma. muito. e como o livro chegou ontem, como é importado e ajuda nos estudos de inglês. enfim, eu estava lendo , quando uma figura senta ao meu lado. aquele rosto não era um desconhecido, já o vi algumas vezes. costumava lembrar de raul seixas, pela aparência.

ele então começa a conversar comigo. perguntar sobre inglês. e começa a falar da sua própria vida. eu nada dizia, apenas escutava e grunhia uns 'uhum'. mas a cada frase, eu o vi me descrevendo. ele disse que escreve e que anda sempre com um caderno a mão. de fato, lá estava o caderno. e provavelmente eu serei a próxima estória. a menina do olhar triste, talvez? porque quem consegue enxergar a alma, pode ver melhor.
e por um momento eu me perguntei se ficarei como ele, um dia. a solidão às vezes pode nos tornar uma coisa estranha.eu senti medo, mais do que ontem, quando me recusei a entrar na sala e conversar com a psicóloga.

eu não queria uma psicóloga. não consigo me abrir nem com minhas amigas, não me sinto a vontade com mulheres. ela não é uma amiga, minha mãe me disse, mas isso torna as coisas ainda piores. eu só queria sumir. e chorar. eu queria sumir por uns tempos. pra tirar tudo isso de mim. consulta marcada na sexta. os remédios vão me trazer de volta?

essa semana tá ainda pior. eu tento não pensar, mas toda vez que vejo um carro, lembro que se foi por água abaixo todo o mérito de uma vida inteira de estudo. e mais uma vez, o fracasso de não conseguir nem uma coisa boba dessas.
tô tentando ficar só com os livros, voltar a estudar denovo. mas o apoio aqui não vou ter.

se eu voltasse para o sitio, poderia ao menos esquecer de tudo isso, mais uma vez.

e dói tanto. tanto.

3 comments

Jorge ' disse...

Bom texto ! Ele tem simplicidade e bom conteudo

Garota disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Garota disse...

ele tem verdades...

:a: :b: :c: :d: :e: :f: :g: :h: :i: :j: :k: :l: :m: :n:

Postar um comentário